Percepção 63 – Amanhecer no mês de abril

Tenho registrado o amanhecer visto da minha varanda há várias semanas, às vezes antes e às vezes depois da meditação matinal. O horário das fotos varia, portanto, entre seis e oito horas da manhã. Registro o céu nos quadrantes sudeste, sul e sudoeste e às vezes monto fotos panoramicas dessa paisagem mutante.

Encerrado o mês de abril, fiz um pequeno vídeo, com as imagens do setor sudeste, mais próximo de onde o sol nasce, o que não posso avistar diretamente do meu observatório da varanda. Vejo apenas o sol refletido nas nuvens, na fachada de alguns edifícios e iluminando as árvores e o jardimda pracinha.

Compartilho com os amigos minha primeira experiência brincando com alguns recursos de criação e edição de vídeo, a partir de fotografias. Espero que apreciem.

Eduardo Leal
Vídeo de Eduardo Leal
Trilha sonora: O Healing Water com Marc Allen

Percepção 4 – Manhã de 12/03/2013

Depois de uma noite abafada, com quase nenhuma brisa, o dia amanhece com bastante nebulosidade. Temperatura de 27C, às seis e quarenta e cinco da manhã. Mas o sol aparece, aos poucos, saindo do seu esconderijo por trás da Pedra da Gávea, suponho, já que não consigo divisar essa cena do meu observatório no Jardim Oceânico.

A passarada, neste início de manhã, esteve em festa. Além do bem-te-vi, meu preferido, diversos outros cantos desconhecidos. Só a rolinha permaneceu silenciosa. Desejo entender mais desse assunto… Quem sabe o porteiro da guarita da Associação de Moradores não me ajuda nessa tarefa…

Tentei fazer uma filmagem para registrar o som da cantoria, mas não fui bem sucedido.

Mas registrei o bem-te-vi, camuflado entre as folhagens do coqueiro e, da varanda, lhe enviei minha saudação, com a métrica de um haicai, que compus em agosto de 2011 e postei na Garrafa 270:

eu vi o bem-te-vi,
que bem-me-vê de manhã…
bem-vindo dia!

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Amanhecer de 12 de março

Registro de temperatura

Nebulosidade matinal

Rolinha silenciosa

Bem-te-vi camuflado