Percepção 36 – Manhã de 10/04/2013

O dia amanheceu novamente com o céu carregado de nuvens cinzentas, mas com as ruas e calçadas sequinhas. Sem chuva durante a madrugada. A paisagem foi mudando aos poucos nas primeiras horas de claridade. Inicialmente céu completamente nublado no quadrante sudeste e com trechos de céu azul começando a aparecer nos quadrantes sul e sudoeste. O vento moderado de sudoeste foi limpando o céu progressivamente e reduzindo a cobertura de nuvens baixas. Temperatura de 25,4C, às seis e trinta e seis dessa vigésima segunda manhã de outono.

A passarada esteve muito animada trazendo seus vários cantos e trinados aos primeiros raios de sol acima das nuvens. Grupos de cambaxirras e de andorinhas se encarregaram de organizar sua algazarra matinal. E o canto estridente do meu amigo bem-te-vi, sempre o primeiro, anunciou o novo dia. Sua aproximação curiosa permitiu vários cliques. Primeiro, no alto do pinheiro, e depois, nas folhas do coqueiro e no poste da pracinha. Dessa vez, vi quando ele hesitou e pousou no parapeito da varanda do andar de baixo, ao invés da minha.

Na meditação de hoje, de olhos abertos, olhar suave na paisagem mutante, vista através dos vidros da varanda. Depois disso, durante o período de contemplação e reflexões, ouvindo o canto do bem-te-vi, inspiração para um breve haicai:

performático,
o canto do bem-te-vi
é lusófono…

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Registro de temperatura

Rua e calçadas

Rua e calçadas 2

Quadrante sudeste

Ao sul do céu

Quadrante sudoeste

Camadas de nuvens

Bem-te-vi no pinheiro

Bem-te-vi no coqueiro

Bem-te-vi no poste

Anúncios

Percepção 34 – Manhã de 08/04/2013

O dia amanheceu com céu claro e poucas nuvens. Folhas secas das árvores da pracinha caíram na rua e nas calçadas conferindo um leve tom outonal à cena urbana. A paisagem foi mudando aos poucos nas primeiras horas de claridade. Inicialmente céu parcialmente nublado no quadrante sudeste e bem mais limpo nos quadrantes sul e sudoeste. O vento fraco de sudoeste foi limpando o céu progressivamente e trazendo um azul sem nuvens por todos os lados. Temperatura de 24,7C, às seis e dezessete dessa vigésima manhã de outono.

A passarada esteve animada trazendo seus vários cantos e trinados aos primeiros raios de sol, com dois bem-te-vis se destacando com seu canto estridente a partir da antena de TV.

O entregador de jornais já fez sua entrega e manchetes sempre preocupantes e sensacionalistas aguardam pelo meu corte implacável. Risco de racionamento de energia? Pode ser… Dieta de notícia neles. Só bem-tudo-vejo aquilo que me interessa de verdade.

Na meditação de hoje, de olhos abertos, olhar suave na paisagem mutante, vista através dos vidros da varanda. Depois disso, durante o período de contemplação e reflexões, ouvindo o canto do bem-te-vi, inspiração para um breve haicai:

bem-te-vi alheio
às notícias do jornal
só bem-tudo-vê…

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Registro de temperatura

Rua e calçadas sequinhas

Folhas secas

Quadrante sudeste

Ao sul do céu

Quadrante sudoeste

Bem-te-vis na TV

Jornais do dia

Manchetes do jornal

Percepção 8 – Manhã de 14/03/2013

Depois de uma noite chuvosa, o dia amanhece com nuvens cinzentas e com as ruas e calçadas molhadas. Temperatura de 25,7C, às seis e dez da manhã.

Passarada abrigada e silenciosa, enquanto durou a chuva fininha, desde o final da madrugada. Meu amigo bem-te-vi apareceu, logo depois das sete da manhã, durante uma breve trégua da chuva intermitente. Seu canto estridente sempre me alegra.

Na meditação de hoje, depois de observar longamente os pingos de chuva nas poças d´água da rua, usei como mantra o delicado haicai de Alice Ruiz:

chuva no lago
cada gota
um lago novo

E a chuva voltou a cair mais forte, a partir das sete e quarenta.

Hora de iniciar meus trabalhos programados para o dia de hoje. Antes disso, rabisquei no bloco de notas:

canto estridente!
chuva intermitente,
só um bem-te-vi…

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Registro de temperatura

Ruas e calçadas molhadas

Nuvens carregadas

Pingos de chuva