Percepção 27 – Manhã de 01/04/2013

O dia amanheceu sem nuvens e com as ruas e calçadas quase completamente secas, depois de uma madrugada de outono. A paisagem era a mesma tanto no quadrante sudeste quanto no sudoeste, passando pelo sul. Céu azul, praticamente sem nuvens, e vento fraco do quadrante sudoeste. Temperatura de 23,8C, às seis e dez dessa décima terceira manhã de outono.

Bandos de aves aquáticas e grupos de andorinhas cruzaram o céu desde as primeiras horas da manhã. E o entregador de jornais já deixou a sua carga de informações na entrada do edifício, enquanto os dois ônibus escolares passaram para recolher suas crianças sonolentas, quase ao mesmo tempo.

A passarada deu as boas vindas ao céu claro e aos primeiros raios de sol. Vários cantos e trinados, aqui e acolá, por entre as folhagens e nos telhados da vizinhança. Cambaxirra espevitada no coqueiro e meu amigo bem-te-vi novamente levou seu canto mais para longe.

Na meditação de hoje, de olhos abertos, olhar suave na paisagem mutante, vista através dos vidros da varanda. Depois disso, durante o período de contemplação e reflexões, que hoje foram sobre uma resposta que recebi de uma consulta ao I Ching, inspiração para um breve haicai:

ver claramente
e agir prontamente
cria destinos

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Registro de temperatura

Rua e calçadas

Quadrante sudeste

Ao sul do céu

Quadrante sudoeste

Aves em formação

O jornal já chegou!

Cambaxirra espevitada

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s