Percepção 3 – Tarde de 11/03/2013

Ainda pela manhã, antes de sair de casa, liguei para minha cliente para me certificar do nosso compromisso de hoje. Em boa hora, pois ela propôs vir ao meu encontro, no final da tarde, já que tinha um compromisso no Rio de Janeiro, poupando-me de uma pequena viagem até a cidade onde fica a sede da sua empresa.

Pude então realizar outras tarefas no meu Escritório Doméstico, com direito a pequenas pausas para recarga de baterias, no meu observatório na varanda.

O céu permaneceu azul, mas a nebulosidade aumentou. A tarde foi bastante sossegada, com pouco movimento nas redondezas. Em determinado momento, parecia que o único ser movente era uma ave silenciosa que cruzava o espaço, sem deixar rastros. Cliquei naquele instante, lembrando imediatamente das palavras de Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa, em “O Guardador de Rebanhos“:

Antes o voo da ave, que passa e não deixa rastro,
que a passagem do animal, que fica lembrada no chão.
A ave passa e esquece, e assim deve ser.
O animal, onde já não está e por isso de nada serve,
mostra que já esteve, o que não serve para nada.
A recordação é uma traição à Natureza,
porque a Natureza de ontem não é Natureza.
O que foi não é nada, e lembrar é não ver.

Passa, ave, passa, e ensina-me a passar!

Sempre que reflito sobre o tema da impermanência, essas palavras ecoam com força na minha mente. Especialmente quando, antes ou depois, constato o rastro deixado pela cachorrada da vizinhança, na grama da pracinha…

Voltei à varanda, no fim da tarde, para ver o por do sol.

Eduardo Leal
Foto de Eduardo Leal

Vôo silencioso

Tapete de nuvens

Por do sol

Anúncios

Percepção 2 – Manhã de 11/03/2013

Depois de uma noite chuvosa, o dia amanhece nublado e com as ruas e calçadas molhadas. Temperatura de 25C, às seis e meia da manhã.

Aos poucos, as nuvens cinzentas vão se dissipando e, quando o caminhão da COMLURB passa para recolher o lixo, já temos  uma manhã de sol tímido e nuvens brancas no céu.

Fiquei pensando na alegre algazarra dos lixeiros, enquanto cumpriam sua tarefa, e rabisquei num bloco de notas:

No caminhão do lixo

com alegria,
eles levam consigo
o que ninguém quer…

Hora de sair para uma pequena viagem a trabalho.

Eduardo Leal

Fotos de Eduardo Leal

Depois da chuva

Céu cinzento

Limpeza necessária

Sol tímido e nuvens brancas

Percepção 1 – Uma varanda para o mundo

Espaço de meditação, contemplação, reflexão e lazer.

em mim, em tudo,
sentir o que se passa,
o que acontece…

Eduardo Leal
Fotos de Eduardo Leal

Manhã de verão

Ao cair da tarde